Prazo para pagamento de ITBI com desconto encerra-se em 21 de junho


O desconto de 10% para pagamento do ITBI sobre transmissões de imóveis ocorridas em Curitiba até 31 de dezembro de 2016 está previsto na Lei Complementar Municipal nº 108/2017 e na Portaria nº 09/2018, desde que seja requerido em processo administrativo até esta quinta-feira, dia 21 de junho.

A referida lei, de 20 de dezembro de 2017, passou a disciplinar o ITBI no Município de Curitiba e fixou as datas de vencimento para o imposto, que antes era exigido somente quando da transcrição do título perante o registro de imóveis.

Agora, o ITBI deve ser pago até a data da lavratura da escritura pública ou da formalização do instrumento em que se embasar a transmissão do imóvel, sendo aplicada multa de 10% sobre o imposto não recolhido nesse prazo.

Para a advogada Tuany Baron, da SPTB Advocacia, “essa multa somente poderá ser aplicada sobre as transmissões de imóveis ocorridas após o início de vigência da Lei Complementar 108, em 20 de dezembro de 2017, pois até então este prazo não estava previsto na legislação municipal”.

Esse não é, porém, o entendimento da Prefeitura Municipal de Curitiba, que já tem aplicado a multa de 10% para os imóveis adquiridos a partir de 1o de janeiro de 2017, e para os quais ainda não houve o recolhimento do ITBI. Ao mesmo tempo, sinaliza que aplicará a multa também para os imóveis adquiridos até 31 de dezembro de 2016, e para os quais não haja a solicitação de pagamento até o próximo dia 21 de junho.

Segundo Tuany, o posicionamento da Prefeitura contraria a Constituição Federal, uma vez que a imposição de multa inclusive sobre o ITBI devido nas transmissões de imóveis realizadas antes da Lei Complementar afronta o princípio da irretroatividade tributária, podendo gerar questionamentos frente ao Judiciário.

Outro importante destaque é o de que a nova legislação também extinguiu a possibilidade de parcelamento do ITBI, que deve ser recolhido em parcela única a partir de 2018.


MICHELLE PINTERICH

Sobre MICHELLE PINTERICH

OAB/PR 21.918
michelle@sptb.adv.br

Bacharel em Direito pela UFPR (1994);
Especialista em Direito Contemporâneo pelo IBEJ/PR (1997);
Mestre em Direito Tributário pela UFPR (2001);
Professora de Direito Tributário na graduação (2004-2006) e na pós-graduação da UNICURITIBA (2004-2011);
Membro do Instituto de Direito Tributário do Paraná desde 1999;
SÓCIA TITULAR DESDE 2010.

Áreas de atuação:


Direito Tributário e Aduaneiro
Planejamentos Sucessórios e Societário/M&A.

Últimas Publicações & Artigos

ICMS no PIS/Cofins: Decisões do Supremo e do TRF4 confirmam benefício a contribuintes e abrem caminho para novas teses

STJ afasta tributação em permuta de imóveis

Novo REFIS oferece oportunidade de regularização de ICMS para contribuintes paranaenses

CARF afasta auto de infração de IRPJ e CSLL em redução de capital com devolução de investimento a sócios

Seguradoras que comercializam PGBL e VGBL não são obrigadas a reter ITCMD, decide TJSE

Compartilhe este artigo através do LinkedIn.

Cadastre seu e-mail.
Receba mensalmente o Informativo SPTB.

Rua Ver. Washington Mansur, 292 – Ahú
CEP 80.540-210 – Curitiba – Paraná- Brasil

secretaria@sptb.adv.br
|+55| 41 3079 0200